PAISAGEM DE AMOR

Minha foto
"Sou talvez a visão que alguem sonhou.. alguem que veio ao mundo para me ver,e que nunca na vida me encontrou."

sábado, 21 de novembro de 2009

Aparências














O dia é intensamente azul...
Mas o tempo que parece firme
Pode esconder nuvens de tempestade.

Águas claras, cristalinas...
Mas o rio que aparenta calma
Pode ocultar perigos gelados.

A lua é luminosa...
Mas os raios de luar a brincar
É simplesmente um reflexo.

O sorriso leve
Que brinca e ilumina meu rosto
É tão-somente um disfarce.

Apenas uma palavra



Tristeza... Apenas isso!
Não há mais o que dizer.
É isso, só isso:
A figuração do nevoeiro íntimo,
Com todo o seu horror,
De frio e umidade.
A boca embotada de dor,
Palavras presas na garganta.

E o poeta se cala...

Fragmento









Fragmento
Palavra feita
Com caco de vidro moído
Arranhando
Trêmula
Despedaçada...
Algo germânico,
Echarpe esvoaçante
Salto alto
Desfilando elegância
No despenhadeiro.

Música secreta



Tua voz ecoa no rumor da noite,
Melodia suave, gentil acalanto.

Tua voz... Eco distante...
Sutil harmonia, quase prelúdio,

No silêncio profundo das estrelas

Tua voz,
Música secreta.

Nos ruídos dissonantes da cidade,
Nos minuetos, nas sonatas,
Cantiga de roda e todas as serenatas.

Tua voz que se faz poema
No compasso de espera da saudade.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Amar, amar, amar...


Semeei meu pensar em jardins
De encanto,
Para que desabrochem flores
Com aromas do teu corpo,
Onde banho o meu amor.

Eu? Fiquei aqui, qual fera acuada,
Alvo de presas animais,
Espargindo sol para guiar passos,
Os meus, nos seus.

Quando o amanhã virá nos socorrer
Dessa insistência em amar
Amar, amar, amar,
Amar incondicionalmente?
Quando o hoje, por exemplo,
For um ontem para tantos sentimentos
Múltiplos, climáticos, orgásticos?

Na face nua do sol,
As luzes da manhã,
Se derramando com a cor de nossa pele
Sobre a terra.

Desenhos me agradam.


O que acho interessante...

Minha poesia é você

Contemplei todos os céus
Sonhando mergulhar no seu
Mistério azul.
Como Ícaro, desejei asas...

Subir, subir...
Mente e coração ardendo
Na mesma chama,
Buscando o segredo de
Todas as inspirações,
E fazer uma ode ao amor,
À beleza, à poesia eterna.

Como um sonho
Conquistei o firmamento
Ao desenhar teu corpo,
Em cores de matizes únicas,
Criadas pelo meu amor,
Colorindo a minha mais
Doce poesia em aquarela
Perfeita.

Hoje as estrelas simplesmente brilham
A lua é um deserto, e você
A mais doce pintura da minha poesia.

A boca desenha o verso

A boca desenha o verso
Sua Luz em meu olhar...Brilho intenso.Estelar!